quinta-feira, 17 de abril de 2008

Os navios são títulos podres nos dentes a mar gos
um complexo conjugado em idas de sede

e a vigência dos dentes são incorporações e s
cotilhas tecidas pelas mariposas nos teus mamilos
pelas small daily things c ya

na minha ausência - uma bailarina em fouetté en tournant –

os navios são títulos podres no derrame branco da liberdade
uma indisponibilidade de bicho colhido
no final das petulâncias

pela cabotagem dos pomares oblíquos
deixo as maçãs polpudas
a improvisar brancas de neve insufláveis
e uma história mal-amanhada

em alto teor de vermelho

2 comentários:

Luís Sousa disse...

quinta de
navios
são dentes a amar
complexo
de sede

são incorporações
tecidas nos teus daily c ya


indisponibilidade de bicho colhido
mal-amanhado

como cedilha em teia

Dumuro disse...

See Please Here